A prisão da raiva!

Dois homens haviam compartilhado injusta prisão durante um longo tempo onde recebiam todo tipo de maus-tratos e humilhações.

Uma vez livres, voltaram a se encontrar anos depois.

Um deles perguntou ao outro:

– Alguma vez te lembras do carcereiro?

– Não, graças a Deus já esqueci de tudo

indagou o outro:

– E tu?

– Eu continuo a odiá-los com todas as minhas forças – respondeu o outro.

Seu amigo olhou-o por uns instantes, e logo disse:

– Sinto muito por ti. Se isto é assim, significa que ainda te mantém preso lá.