Brasil lidera em produção de café, mas paga até 8 vezes mais na importação

Número foi indicado em estudo da Vixtra; segundo a fintech, país precisa investir para promover

industrialização de sua cadeia produtiva

 

Apesar de liderar a produção de café no mundo, o Brasil importa o grão por um valor até oito vezes mais caro. Em primeiro lugar, é o que mostra um estudo da Vixtra, fintech de comércio exterior, com base em dados do Ministério da Economia. Desde já, a pesquisa foi noticiada na IstoÉ Dinheiro.

Em 2022, por exemplo, o valor do quilograma exportado alcançou US$ 4,1. Enquanto o do importado chegou a US$ 11,9. Ou seja, uma relação três vezes maior. Já em 2021, o Brasil exportou a US$ 2,67 e importou a US$ 11,49.

 

Produção de café

Somente no ano passado, pois, nosso país exportou US$ 9,2 bilhões em café. O que representa cerca de 3% do total das exportações nacionais. No que tange às importações, esse valor foi consideravelmente menor, totalizando US$ 120 milhões no decorrer do ano.

Contudo, quando se observa o valor do quilograma de café exportado e o do importado, a diferença entre os valores chama a atenção. Isso porque o produto importado apresenta um custo superior, refletindo um maior valor agregado.

Um dos casos mais discrepantes no período recente analisado aconteceu em 2019. Portanto, quando o quilograma do café registrou o menor valor, de US$ 2,22. E a importação o maior valor, de US$ 18,41.

 

Investimento

De acordo com Leonardo Baltieri, co-CEO da Vixtra, o Brasil precisa investir fortemente nas empresas nacionais. Nesse sentido, para promover a industrialização de sua cadeia produtiva visando maximizar resultados em seu comércio exterior.

“Temos plenas condições de fortalecer ainda mais nosso comércio com a produção de bens de alto valor agregado. Mas, para isso, é indispensável investimentos em pesquisa, em parceria com o setor privado. E estímulo ao desenvolvimento tecnológico e industrial”, afirma.

 

Déficit comercial

Ainda segundo o levantamento, na relação comercial com outros países, com a Suíça, por exemplo, as exportações brasileiras de café em 2022 somaram US$ 10 milhões. Enquanto isso, as importações totalizaram US$ 74 milhões.

Por fim, este quadro resultou em um déficit comercial com a Suíça de US$ 64 milhões. Em termos de peso, o Brasil exportou 2.500 toneladas e importou 2.400 toneladas.

 

Fonte: Hub do Café

 

AMAURI JR NEWS

Notícias à toda hora!

Email: amaurijunioruela@gmail.com

Site: www.amaurijrnews.com.br

Facebook: Amauri Júnior

Instagram: amauri_juniormg

Tik Tok: amaurijunior_news

Grupos de WhatsApp

Anuncie: (35) 9.9806.5664