GILMAR LABANCA: Presidente da Câmara observa evolução na política de Muzambinho

O atual presidente do Legislativo de Muzambinho tem uma história política de lutas na política local. Gilmar Martins Labanca, com sua origem familiar no bairro rural Palméia, foi vereador em duas legislaturas anteriores (2001/2004 e 2009/2012).  No último pleito municipal, retornou à vida pública para o mandato 2021/2024, tendo sido eleito pelo DEM, com expressivos 403 votos.

Gilmar conta que viveu um conflito interior, pois o seu coração pedia para que permanecesse fora da política, enquanto que a cabeça clamava pelo retorno. Com a decisão tomada, observou a disputa eleitoral como um desafio, acreditando na possibilidade de fazer algo diferente do que já havia realizado no passado. Hoje, entende que tem conseguido desenvolver um mandato tranquilo, primando por cumprir as verdadeiras funções estabelecidas a um vereador.

Numa segunda etapa, com a vitória consolidada nas urnas, Gilmar vislumbrou as reais chances de se tornar presidente da Câmara. Fazendo parte do grupo majoritário de situação, as articulações aconteceram e contou com o apoio dos colegas. A liderança ressalta que tem a característica da conciliação. Nas reuniões da Mesa Diretora, o entendimento se relaciona a todos os assuntos da Câmara, com respeito às diferenças e promovendo a harmonia entre vereadores, servidores e atendimento à comunidade.

A harmonia também está sendo bem cultivada junto aos demais poderes constituídos do município. Reuniões quinzenais acontecem com a participação do Executivo, buscando o melhor diálogo e entendimento. São nestas ocasiões que o prefeito relata os problemas e conquistas, com os vereadores comentando as dificuldades enfrentadas e evolução nos trabalhos. Gilmar ressalta que, mesmo os vereadores eleitos pelo grupo de oposição, vem desenvolvendo um bom trabalho no Legislativo. Por fim, os contatos também são constantes com o Juiz Dr. Flávio e Promotor de Justiça, apesar das constantes trocas do ocupante do cargo no Ministério Público. “O nosso objetivo é fazer com que os poderes sejam harmônicos de fato, mantendo um relacionamento de respeito”, destacou. Ao mesmo tempo, o relacionamento não afeta a independência dos poderes, mantendo a função dos vereadores de fiscalização, além de uma cobrança correta e responsável.

 

EVOLUÇÃO POLÍTICA

Muzambinho deu um exemplo positivo na última eleição, consagrando três mulheres para o atual mandato na Câmara, além da vice-prefeita Heloísa Magalhães. Foram eleitas vereadoras Jacqueline Krauss (mais votada), Lúcia Bernardes e Profa. Sandra Marques. O presidente elogiou o trabalho que vem sendo realizado pelas vereadoras, considerando um grande avanço para a política local. Acredita que a atuação positiva das eleitas estará estimulando a participação de outras mulheres na vida política e eleitoral nos próximos anos. Também destacou como positiva a renovação política, visto que somente dois vereadores foram reeleitos, sendo que outros já ocuparam mandatos, mas em legislaturas anteriores.

 

CLUBE RECREATIVO

Com o desabamento parcial do Clube Recreativo, o prédio da Câmara também ficou interditado por um determinado período, exigindo assim a realização de reuniões virtuais. O trabalho presencial retornou recentemente. Mesmo assim, Gilmar observa que o trabalho remoto foi positivo no sentido de que possibilitou aos vereadores um momento de maior reflexão, aprendizado e amadurecimento. Prova disso que, segundo ele, os vereadores retornaram “com outra cabeça”. Entende que o início do mandato gera empolgação e medo. Agora, a postura está se mostrando mais tranquila.

Quanto ao problema enfrentado com o Clube Recreativo, Gilmar garante que o Poder Legislativo é parceiro na solução do impasse. Porém, são muitas as incertezas, mesmo com um Termo de Ajustamento de Conduta firmado. “O problema está aí, porém, sem solução”, falou. Alerta que o problema será ainda maior com a proximidade do período de chuvas, durante o qual os riscos evidentemente serão maiores.

 

O QUE MUZAMBINHO MAIS PRECISA?

Questionado a respeito das maiores prioridades nos próximos quatro anos, Gilmar lembrou recente reunião com a assessoria do governador na região. Na ocasião, citou duas grandes demandas da população local: emprego e habitação. Até porque o cidadão tem maior dignidade com um meio de conquistar o sustento da sua família. A casa própria é outra condição que oferece qualidade de vida. O presidente reconhece outras prioridades, como saúde e educação, mas ressalta que emprego e habitação são questões de humanidade.

 

AMAURI JR NEWS

Notícias à toda hora!

Compartilhe essa notícia!

Facebook
WhatsApp
Telegram
Imprimir
plugins premium WordPress