Região deve se mobilizar para conseguir reativação de ferrovia

Durante a 183° Assembleia Geral Ordinária da Associação Pública dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande ocorrida na última quinta-feira (7), na sede da entidade, o ex-deputado federal Renato Andrade, atual assessor parlamentar do Senador Rodrigo Pacheco, Presidente do Congresso Nacional, chamou a atenção dos prefeitos da Microrregião do Médio Rio Grande para a necessidade de uma mobilização regional com apoio irrestrito da AMEG para buscar inserir a nossa região na rota das ferrovias, que vem recebendo uma atenção especial da União com vultuosos investimentos.

 

“Por muito tempo o modal ferroviário foi deixado de lado pelos governos anteriores, mas agora esta visão mudou e este tipo de transporte, mais econômico e eficiente está sendo reativado em todo o Brasil com a interligação de várias linhas”, destacou Renato.

 

Dirigindo-se aos prefeitos da AMEG, Andrade explicou que a reativação do ramal ferroviário de Passos até Serrana, no interior de São Paulo, é um desafio muito grande, mas possível de ser alcançado. “Nossa região é muito rica na produção de diversas culturas, como soja, milho, café, açúcar, carne suína, bovina, aves, fruticultura, além da extração de minerais e da produção de cimento e também dos móveis rústicos”, observou Renato.

 

Segundo ele, já existem tratativas em Brasília para Passos ser transformado em um polo intermodal com tarifa zero de exportação. “Talvez muitas pessoas não saibam, mas 20% do café que é consumido no mundo é produzido na nossa região, saindo de Guaxupé. Conversei com o presidente da Cooxupé e ele tem total interesse neste tipo de transporte. E estamos buscando outros setores também, como o Grupo Votorantim, entre tantos outros segmentos que já citei aqui e todos são unânimes em concordar que uma ferrovia mudará nossa realidade”, comentou Renato

 

O ex-deputado solicitou à AMEG, auxílio da Associação através da sua equipe técnica, para realizar os levantamentos a fim de apresentar ao DNIT e ao Ministro de Estado da Infraestrutura Marcelo Sampaio, a viabilidade de reativação deste ramal ferroviário que vai passar por Passos, Itaú de Minas, Pratápolis, São Sebastião do Paraíso seguindo até Serrana/SP que é o maior polo intermodal do Brasil. “Se estivermos conectados com Serrana no modal ferroviário, estaremos conectados com o mundo”, concluiu.

 

Os prefeitos da AMEG demonstraram interesse no assunto e solicitaram que o ex-deputado entre em contato com a equipe técnica da AMEG para fornecer mais informações sobre o projeto para saber como ajudar neste plano, imprescindível para o desenvolvimento regional.

 

Fonte: ASCOM AMEG