Vereador reclama da “dor das críticas” em Muzambinho

Vereador defende a realização de concurso público. Outro reclama dos animais nas ruas da cidade. Estes foram alguns dos temas debatidos pelos vereadores de Muzambinho na reunião ordinária da última segunda-feira (20).

 

A DOR DAS CRÍTICAS

O vereador Marco Antônio Ferreira confessou que está decepcionado com a política, além de observar o quanto é pequeno por tentar desenvolver um trabalho dentro do município. Porém, conforme disse, “é muito difícil ser vereador”. Também confessou uma enorme dor ao ouvir determinados comentários inadequados sobre o que os vereadores fazem ou deixam de fazer, numa demonstração de que não compreenderam a verdadeira função legislativa. Disse que sempre é muito bem recebido pelo secretariado, mas não consegue solucionar algumas questões. Observou que material humano existe, mas falta material físico, situação que prejudica o trabalho. Em seguida, o vereador defendeu a realização de concurso público no município. Para ele, a medida poderia acabar com o apadrinhamento e “favoritismo”, promovendo poder de voz ao servidor concursado.

 

PRENDAM OS ANIMAIS

O vereador Afrânio Donizete Damásio relatou diversas reclamações de populares quanto à grande quantidade de animais soltos pelas ruas da cidade. Para ele, é uma irresponsabilidade dos donos dos referidos animais. Contou que acionou o Secretário Eto e diretor Bardaço, sendo alguns animais foram recolhidos e proprietários alertados para o problema. Segundo o vereador, a partir de agora a prefeitura vai começar a multar os infratores. Afrânio revelou que o problema acontece com maior frequência nos bairros Jardim Europa, Parque da Colina, Alto dos Machados, Jardim Paraíso e Jardim América. Pediu mais consciência por parte dos proprietários.

A vereadora Jack Kraus alertou que muitos animais são descartados por seus proprietários devido às condições de doença. Assim, defende que providências sejam tomadas, mas com o devido acompanhamento de um veterinário. Concordou com a sugestão do colega Marco no sentido de uma providência inicial de “notificação”, com a aplicação de multas nos casos de reincidência. “Creio que este transtorno pode acabar se a gente tiver atitude e parcerias”, disse.

 

INSALUBRIDADE E OXIGÊNIO

O vereador Carlos Hebert Salomão declarou que a atual administração municipal está reconhecendo alguns direitos dos servidores públicos. Lembrou que na semana anterior aconteceu o reconhecimento aos direitos das professoras. Assim, manifestou o desejo de que as agentes de saúde recebam o adicional de insalubridade. Apresentou requerimento neste sentido, pedindo o apoio dos colegas vereadores. Em seguida, o vereador ainda comentou a informação que recebeu de que a ambulância está sem oxigênio e alguns outros equipamentos. A informação foi repassada, segundo ele, por um cidadão que o procurou. Terminou pedindo que a administração coloque vigilantes em todas as creches e escolas da rede municipal. Com isso, evitando furtos como ocorreram recentemente.

 

GIRO DA SEMANA

A vereadora Sandra Marques fez um relato do trabalho parlamentar na última semana. Sobre a Escola do Legislativo, citou palestra com um psicólogo na terça (21), às 18 horas, com o tema Setembro Amarelo. Ou seja, tratando da questão da depressão infantil e junto aos adolescentes. Na quinta-feira (23), acontece a plenária do Parlamento Jovem na Câmara Municipal, às 18 horas. Sandra relatou visita às escolas municipais, manifestando satisfação pelas reformas que estão em andamento. Também confessou grande alegria pelo retorno das crianças às escolas, parabenizando as famílias e aos profissionais da educação. A vereadora ainda abordou outros temas relacionados à educação, segurança pública e política.

 

LAGO DE FURNAS

O presidente Gilmar Martins Labanca relatou viagem a Alfenas, juntamente com o prefeito de Muzambinho. Participou de um evento promovido pela ALAGO. Confessou sua surpresa ao tomar conhecimento de que no passado foram firmados acordos que nunca foram cumpridos. Contou que “de repente” o Lago de Furnas ficou tão importante que uma infinidade de deputados e prefeitos participaram o encontro. Para ele, uma situação gerada devido à proximidade das eleições no próximo ano. Ficou satisfeito com o pronunciamento do prefeito de Alfenas com as cobranças feitas. O vereador analisou que o esvaziamento do Lago de Furnas está prejudicando muitas pessoas. O problema poderá ser ainda mais grave, casos as chuvas atrasem e não seja promovida a economia necessária.

 

AMAURI JR NEWS

(35) 9.9806.5664

Compartilhe essa notícia!

Facebook
WhatsApp
Telegram
Imprimir
plugins premium WordPress